O sexo no casamento, por isso torna-se menos

O sexo no casamento, por isso torna-se menos



Sexo e relacionamentos

O sexo no casamento, por isso torna-se menos

2013/04/16 impressão E-mail

 

relação, casamentoMuitos casais ao longo dos anos se tornar refém de questões como o sexo. É exatamente torna-se menor. O que fazer nesses casos? Não vale muito chateado como base para o instinto de preservação do gênero está presente em cada ser humano. A principal coisa é para salvar o antigo atração, você deve completar calma e ausência de estresse.
 
A primeira coisa que afeta a proximidade dos parceiros não é a melhor maneira, é um insulto. Não vá pelo silêncio de problemas, falar sobre o problema, analisá-lo. Isto irá remover o alarme e aproximá-lo.
 
Em muitas mulheres, a excitação é perdido devido a problemas de saúde. Nesta situação, ajudar o parceiro é pequeno, melhor consultar um médico. A vida sexual de preguiça ambos os parceiros pode jogar em seu relacionamento uns com os outros.
 
Não seja preguiçoso, prestar mais atenção uns aos outros, comunicar, cozinhar para um jantar romântico, acender as velas! Todo mundo sabe que a maioria órgão sexual em humanos - é a cabeça, e o desejo nasce na mente.
 
Se você já enfrentou o problema de casamento pequeno-sexo, o Conselho continua a ser um - ajustar totalmente os seus pensamentos sobre sexo, sonho e compartilhar suas fantasias com seu parceiro, e você vai notar como as suas fantasias em breve se tornar uma realidade!
 
revista Saúde da Mulher LadyHealth.com.ua

Escolha o seu idioma

ucranianoInglês alemão espanhol francês italiano português turco árabe sueco húngaro búlgaro estoniano Chinês (simplificado) vietnamita romeno Thai esloveno eslovaco sérvio malaio norueguês letão lituano coreano japonês indonésio hindi hebraico finlandês grego holandês tcheco dinamarquês croata Chinês (Tradicional) filipino urdu Azeybardzhansky armênio Belorussian bengali georgiano Kazakh catalão Mongolski Tadzhitsky Tamil'skij telugu Uzbetsky


Leia mais:   estratégia dos homens durante conflitos familiares - Psicólogos

Adicionar um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *